Texto escrito pelo Psicólogo Everton Santana.

Uma das práticas de treinamento mais comuns que ocorrem em diversos tipos formações em distintas abordagens psicoterápicas é a prática da supervisão clínica. A definição mais clássica da supervisão é a de que essa forma de treinamento é fornecida sempre por uma pessoa mais experiente de uma determinada profissão para membros que estão ainda em desenvolvimento, sendo ela avaliativa e com o propósito de melhorar a prestação de serviço do supervisionado, ao mesmo tempo que mantém a qualidade dos serviços prestados. O supervisor é visto como um guardião ou porteiro dessa dada profissão ao qual o supervisionando deseja entrar.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
É preciso entender que a supervisão, por mais que tenha características curativas, é em sua essência um processo educacional. Sendo assim, o supervisor tem a dupla tarefa de fornecer amparo emocional aos terapeutas e manter o foco no treinamento deles para então, também, impactar indiretamente o tratamento dos pacientes. E como fazer isso na terapia focada em esquemas?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Psicólogos, assim como todas as pessoas, possuem seus próprios esquemas iniciais desadaptativos. Como muitas vezes os terapeutas de esquemas trabalham com pacientes que apresentam padrões rígidos de comportamento e formas de pensar, o profissional pode se sentir desgastado e entrar em seus próprios modos de funcionamento internalizados, prejudicando assim o tratamento do paciente. É nesse momento então que o papel do supervisor se faz como essencial para auxiliar o terapeuta.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O supervisor, conhecendo o seu supervisionado e formando uma aliança de trabalho de forma competente e acolhedora, se apresenta como um modelo saudável ao seu supervisionando, auxiliando ele a perceber os impasses de seus modos e esquemas que interferem na terapia e guiando o terapeuta para a forma mais eficaz de atender aquele caso em questão. O supervisor, então, se apresenta como um modelo de adulto saudável e de um professor-praticante perante os profissionais que a ele pedem auxílio.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Atualmente a International Society of Schema Therapy (ISST) possui uma certificação para supervisores em terapia focada em esquemas. Conseguir esse nível de certificação não é uma tarefa fácil, ressaltando, assim, que a prática da supervisão requer experiência clínica, além de adequado treinamento na arte de supervisionar. A supervisão por si só, é uma prática que merece todo o cuidado possível, porque um supervisor não é unicamente responsável pelos seus supervisionados, mas sim por todos aqueles pacientes que eles atendem.

Leave a Reply